Quando morre a esperança, por Emerson de Ossae.