CHICO XAVIER E A MORTE DE PESSOAS QUE AMAMOS